Gratidão

Gratidão

sábado, 18 de junho de 2011

ABLAÇÃO POR RADIOFREQUÊNCIA.

Estudo eletrofisiológico e ablação por cateter ou Ablação por radiofrequência.


Início
O meu objetivo com estas palavras é dizer como foi o procedimento que fui submetido no dia 8/6/2011. Antes disto, porém, preciso esclarecer o que me levou a este procedimento.
Em maio de 2010, tive uma taquicardia muito forte e duradoura. Não foi a primeira, mas esta me preocupou bastante e três dias depois desta, tive outra de poucos minutos. Procurei um médico e este pediu alguns exames de sangue e cardíaco. Os de sangue tiveram resultados relativamente bons. Não foi diferente com o ecodopplercardiograma e o teste ergométrico. O primeiro detectou um refluxo mínimo na mitral e todos os médicos disseram que quanto a isto eu não precisava me preocupar.
Fiquei mais tranquilo, mas ainda tinha a taquicardia. Em 10/4/2011, tive outra taquicardia de 191 bpm por um tempo superior à uma hora. Fui ao hospital e foi feito um eletro e detectou uma “taquicardia supraventricular.” Na mesma semana consultei meu cardiologista e este me encaminhou para a “Ablação por radiofrequência”.


Síntese
Fiz o procedimento num hospital de São Paulo por uma excelente equipe médica. O Dr. Que realizou o procedimento em mim foi muito profissional. Recordo ainda de dois assistentes. Por falar em profissionais, todos que eu tive contato dentro do maravilhoso complexo hospitalar são incríveis e ótimos no que fazem.


Internação.
Enfim, entrei no hospital com minha esposa Lidia, no meio da tarde do dia 7 de junho de 2011. Dia de forte vento e chuva em São Paulo, alem do jogo de despedida do ex-jogador camisa 9 da seleção brasileira. Conheci o Otávio, empresário, membro da igreja Assembleia de Deus em Guarulhos e companheiro de quarto nestes dias marcantes da minha vida.
Na primeira noite foi tranquilo, oramos, jantamos, conversamos e aguardamos. Não tomei nenhum medicamento e os únicos procedimentos foram a tricotomia nas áreas onde realizaria o procedimento, o acesso a veia para aplicar soro no dia seguinte e é claro, pelo menos 12 horas de jejum.


Pré procedimento
        No dia seguinte, por volta das oito horas, a enfermeira me buscou e me conduziu até o setor de hemodinâmica do hospital. Aguardei mais alguns instantes e fomos para sala onde realizaria a ablação. Nesta sala vi computadores, uma grande TV tela plana, uma luz como a de sala de cirurgia, uma cama dura e fria, sem contar que a temperatura era bem baixa no local. Deu vontade de vestir blusa de frio. Eu estava bastante ansioso, mas lutando para ficar tranquilo.


Procedimento.
      Deitei na cama e o médico me explicou como seria. Disse que faria uma investigação (estudo eletrofisiológico) via cateter para detectar o local exato da taquicardia. Dentro da margem de segurança, faria então a ablação. Fiquei com as mãos presas, um aparelho preso à minha perna esquerda, soro na veia e oxigênio. O Dr aplicou duas substâncias pelo soro, doeu um pouco e neste instante ele disse que iria arder e ainda que eu ficaria tonto. Fechei os olhos e escutei mais uma vez o Dr falando e disse que daria uma picada na região do meu ombro. Foi neste momento que tudo passou rápido, eu dormi mais de duas horas e meia e só lembro quando ouvi uma voz dizendo: “Juliano, vou te levar pro quarto”. Logo a seguir, saímos desta sala e ainda com muito sono, vi minha esposa e fui levado para recuperação no quarto.


Pós procedimento.
         Não sabia, mas o ruim estava por vir. É isto mesmo, até agora, pra mim, estava tudo bem, mas o processo de recuperação não é tão agradável, mas nada impossível. Fui levado na maca para o quarto e com jeito e ajuda me deitei. Sentia dor no peito, uma linha reta na altura do ombro mais do lado direito. Doía também a virilha direita, locais que estavam semi imobilizados com um forte esparadrapo. Almocei com ajuda da Lidia e fui informado que o meu repouso absoluto seria de 12 horas. Não poderia mexer nada do lado direito. Tudo que havia lido sobre ablação até então, dizia um repouso absoluto de 6 horas, para este tempo estava relativamente preparado, mas as 12 horas foram de mais. As duas horas finais foram difíceis, pois passei a sentir muita dor na perna. Acredito ser devido a posição que ficou minha perna, meu pé direito, ficou as 12 horas apoiado na lateral da cama e só depois percebi o desconforto.
            Finalmente o repouso absoluto chegou ao fim e eu contei até os segundos para isto. Pude enfim levantar, realidade absolutamente não permitida pela enfermeira chefe antes do tempo. Levantei sentindo muita dor no pé que havia ficado apoiado. Já era quase meia noite e após uma rápida caminhada no quarto e um banho superficial, dormi bem a noite toda.
            No dia imediato, o que mais incomodava ainda era o pé direito, dor forte que persistiu por mais 4 dias. Precisei tomar antibiótico por um tempo curto, uma pomada para passar na virilha que ficou muito roxa e dois “AAS infantil” após almoço por 30 dias. O Dr. me deu alta hospitalar neste dia de tarde e aos poucos fui voltando à condição normal. O repouso médico foi de mais 7 dias a contar do dia seguinte a alta.
            Em 30 dias, preciso voltar ao Dr. para pegar o relatório geral do procedimento. Embora o médico tenha dito que foi tudo um sucesso, parece que ainda não acredito, prefiro pensar na pura realidade de que os dias e os meses vão confirmar isto, mas o procedimento em si, de fato, foi um sucesso.


10 dias depois.
          Nestes dias, senti algumas palpitações, o coração meio acelerado, mas afirmo que a cada dia tenho me sentido o pouco melhor. O Dr. afirmou ser normal senti algumas sensações, pois o coração recebeu uma carga elétrica e é como que se estivesse machucado.


Enfim, recomendo.
          Se você for encaminhada para “ablação por radiofrequência” eu digo para você ir sem medo e com muita esperança. Vale a pena!

117 comentários:

  1. Juliano, parabéns e que Deus o proteja, adorei seu blog, e obrigada por compartilhar, ablação é um procedimento que ainda induz muito medo. Eu provavelmente serei encaminhada a fazer o estudo, porém meu caso, se trata de arritmias ventriculares, e o meu cardio já me disse, que as chances são mínimas, visto o local onde as mesmas são geradas.
    Abração e fica com Deus

    ResponderExcluir
  2. Olá, torço por vc, que Deus te proteja também.

    ResponderExcluir
  3. Olá Juliano, Bom dia!
    Não conhecia este procedimento, espero que você já esteja 100%.
    Bom domingo.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Olá Juliano...
    como esta agora, meses depois do procedimento?

    eu fiz a minha ablação hoje... neste momento ainda estou no quarto do hospital!

    o medico disse que foi um sucesso e que foi mais fácil do que ele imaginava... eheh

    eu fiz o procedimento em um hospital aqui de Curitiba e toda a equipe que acompanhou o procedimento esta de parabéns! eu fiquei muito tranquilo conversando com eles, eles fizeram de tudo buscando o bem estar e eu dei muita risada conversando com eles, antes e depois a cirurgia!

    Como eu fiz hoje a ablação ainda estou tendo alguns sintomas de arritmia.
    no meu caso eu não tive que tomar nenhum medicamento na região do ombro. Esse medicamento é aplicado para forçar uma taquicardia, mas no momento do procedimento eu estava com a arritmia atacada, acho que pelo nervosismo e por ficar 3 dias sem tomar remédio.


    durante o procedimento eu fiquei acordado, estava meio sedado, mas acordado e me lembro do procedimento inteiro...
    no momento que ele foi cauterizar a região que precisava, senti um desconforto no peito e uma leve dor no coração, mas foi coisa de segundos. Logo depois disso o médico venho do meu lado e disse que eu estava curado!

    agora vou esperar o tempo dizer se eu realmente estou bem... mas tudo indica que foi um sucesso!


    o texto é longo... mas fica ai a minha contribuição!


    um grande abraço!
    Luiz Tomczik

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luiz
      Bom dia!
      Sou do interior do PARANÁ, e minha mãe precisa passar por uma ablação urgente, estamos com muito medo, ela foi encaminhada pelo sus, estamos esperando o hosp Angelina Caron de Curitiba nos ligar marcando a data.. você pode me passar maiores detalhes, meu email é karina_cazarin@hotmail.com
      Obrigada!

      Excluir
    2. Não sei como está sua mãe, mas posso afirmar que é um procedimento seguro e que os médicos hoje tem pleno domínio na técnica. abraços e desejo as bênçãos de Deus sobre você Karina, família e sua mãe!

      Excluir
  5. Olá Luiz, e que contribuição! Muito obrigado pelo ótimo comentário relatando como foi seu procedimento. Certamente, ajudará leitores que vem aqui procurando esclarecimentos. Desejo que você alcance 100% de cura.

    Eu tenho passado muito bem, as vezes sinto o coração bater..., mas é bem raro, estou bem e feliz.

    grande abraço e ótima recuperação.

    ResponderExcluir
  6. Oiee, PARABÉNS PELA CORAGEM, Juliano. Eu tenho arritmia mas pelo jeito vou continuar com os remédios mesmo porque sou muito medrosa. Durante vários anos eu tive um sonho que nunca vou realizar que é fazer mergulho SCUBA. Na teoria sei de tudo mas ficará só nisso msm. Já até troquei de sonho por causa desse problema..rs Um abraço!

    ResponderExcluir
  7. Sabe de uma coisa, eu me foquei na cura e nao pensei em como seria. fui no mesmo dia marcar, fui para consulta com a equipe médica e logo marcou a internação. Já internado, no dia da ablação, acordei e fiquei apreensivo mesmo, mas já estava lá. Passou tudo e foi super tranquilo. Tenho certeza que vc só precisa focar na cura e "não desista dos seus sonhos." Abraços.

    Mergulho SCUBA, como é isso? rsrsrs

    ResponderExcluir
  8. Parabens graças a DEUS deu tudo certo então,né .eu tbm fiz ablação no dia 26/08/2011 faz pouco tempo mas infelizmente não deu certo ,o problema é em uma região bem rara do coração ,,foi triste tanto sofrimento pra nada ,chorei muito ,mas confio no SENHOR sei que tudo esta nas maõs de DEUS ...os médicos me disse que é melhor eu ficar como estou mesmo...então vou seguindo com os remedios ....mas nunca perco a esperança de um dia me livrar da arritimia....muito bom vc compartilhar isso ....parabéns .fique com DEUS ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola....pq sua ablação ñ deu....? Tenho que fazer tbem.

      Excluir
    2. Ola....pq sua ablação ñ deu....? Tenho que fazer tbem.

      Excluir
  9. Oi Alda, imagino, não é fácil mesmo. Mas diante de tudo isto, fiquei feliz e esperançoso em perceber sua confiança em Deus. Ele pode!
    Quanto a busca humana, vc ainda pode trocar ideias com outros médicos, de repente algum medicamento que ajude mais... sempre existem novidades na medicina.
    Grande abraços

    ResponderExcluir
  10. Oi Juliano,

    espero que vc. se recuperou totalmente.
    Passei pela ablação por radiofrequencia a uma semana atraz e posso dizer que os primeiros dias me senti muito bem.Mas chagando em casa tenho um problema com a minha pressão arterial, que me passe uma dor de cabeça terrivel. Alguem neste forum tem as mesmas sintomas das minhas???
    Forte abraço Walter de São Paulo

    ResponderExcluir
  11. Olá, Fiz Ablação tem 3 dias, agora estou em casa, não tive sitoma algum graças a Deus, recuperação tranquila. Meu medico me falou ke eu tinha 2 pontos ele fecho 1 só que o outro erá complicado, pois ficava perto de um local, que eu poderia vir a ter ki usar um marcapasso. Contudo ele fez o teste por 2 vezes, tentando provocar a arritima e graças a Deus eu não tive.. Isso quer dizer que a possibilidade de realmente ter dado certo, e eu espero em Deus que tudo tenha ficado realmente bem... O médico me falou que por uns 30 dias me sentirei casada, que erá normal em todos os procedimentos.. Me pediu para não fazer academia e e vitar esforço fisico. Bjos e sorte , fiquem todos com Deus.

    ResponderExcluir
  12. Ola Juliano bem exclarecedor seu depoimento. Vou ver com meu medico se é o caso de eu fazer. Abraços

    ResponderExcluir
  13. Oi Juliano, vou fazer o estudo em janeiro e estou com muito medo!!!!! De tudo....Do contraste, arritmia provocada e principalmente de minha reação na hora. Só Deus mesmo...

    Marisa

    ResponderExcluir
  14. Oi Juliano, tenho um problema de arritmia e agora meu coração está dando sinais de cansaço. a indicação foi por ablação. Gostaria de saber em qual Hospital você fez o procedimento e o nome do médico.

    Abraços

    ResponderExcluir
  15. olá, fiz em... vide site: http://www.arritmiascardiacas.com.br/home.html

    ResponderExcluir
  16. Fiz uma ablação em fevereiro. O procedimento foi tranquilo, mesmo com uso de anestesia geral. Era uma taquicardia ventricular idiopática. Fiquei internada apenas 1 dia e achei o pós operatório muito tranquilo. A punção para colocação do cateter foi muito pequena e ficou uma casquinha de machucado, sem manchas nem hematomas. A recuperação está sendo ótima. Ainda farei um Holter para acompanhar, mas se Deus quiser será tudo bem. Ainda não acreditei no sucesso do procedimento. Às vezes sinto o coração um pouco acelerado de noite, e não sei se é a taquicardia novamente. Será que é normal ter sintomas assim depois da ablação? O que sentiram?

    ResponderExcluir
  17. meu esposo tem arritmia e já fez 2 ablação. a ultima foi feita a 3 dias, e ele acha que não resolveu, pois seus batimentos estão acima de 110 desde que saiu do hospital.
    será que essa ablação também não resolveu?
    ou tem que esperar uns dias para o resultado aparecer?

    ResponderExcluir
  18. Oi Iziane, obrigado por acessar e ler o blog, isto é um incentivo a continuar escrevendo. Eu torço para que agora possa ter dado certo para seu esposo, mas é mesmo difícil precisar. creio que somente o tempo e o médico dele vai dizer, mas de coração, eu desejo que ele possa ter alcançado êxito no procedimento. abraços!

    ResponderExcluir
  19. Ai gente... minha ablação é nesse sábado, 31/03. Estou morrendo de medo. Tenho arritmia ventricular com bigeminismo. Quanta angústia, meu Deus. Tenho medo de ter uma parada cardíaca. Coisas da nossa cabeça.

    ResponderExcluir
  20. Meu filho tem wolf parkinson white e fez ablação há 8 dias e agora começou a sentir o coraçao acelerado. Estou preocupada! Será que a ablação não teve resultado?

    ResponderExcluir
  21. Elvis

    Muito obrigado Juliano, por compartilhar essa sua experiência neste procedimento cirurgico de alta complexidade como dizem os médicos. Minha esposa estara fazendo em agosto este procedimento fiquei mais tranquilo com as suas palavras de fé e com as dos demais colegas, e claro com a grande segurança e eficacia deste procedimento e seus resultados alcançados, te agradeço de coração nos tranquilizou bastante.

    Forte Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, fico feliz que tenha sido útil. Obrigado pelo acesso e pelo comentário. abraços.

      Excluir
  22. Olá Juliano,
    Tive também o mesmo problema de arritmia, e fiz uma ablação dia 28/05, tem mais ou menos 15 dias, até a Segunda semana não tinha sentido mais nada, mas desde Segunda voltei a sentir, liguei para o médico e ele disse que até 6 semanas ainda está cicatrizando e é normal sentir.
    Você após a ablação sentiu alguma coisa? Qual era o seu tipo de arritmia? Hoje em dia, está bem?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No início senti sim, isto é, uns três meses até, mas agora estou muito bem. Obrigado por acessar e comentar em meu blog. Abraços.

      Excluir
  23. estou na luta tbm contra as arritmias, estou fazendo exames para ver se é preciso fazer a ablação por cateter, acabei de fazer uma ressonância magnética que tinha q tomar contraste e tremi de medo imagina o cateter. a minha arritmia é do tipo ventricular, mas no ultimo exame do holter deu algumas supraventriculares. Estou torcendo para q eu não precise fazer a ablação,pois estou com mto medo, porém esta nas mãos de DEUS, se eu tiver q fazer p/ ficar curado. irei com fé e se DEUS quiser vai dar tudo certo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Confie em Deus mesmo. Se tiver que fazer a ablação, fique tranquilo, é um procedimento seguro. Procure um hospital com boa estrutura. abraços.

      Excluir
  24. Juliano parabéns pelo esclarecimentos nos ajudam muito, vou fazer uma ablacao dia 26/06/12 e estou muito confiante com o procedimento, sei que tudo ja deu certo em nome de Jesus !!!

    Monica Brito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você será feliz e que Deus abençoe você! Eu agradeço o comentário e o acesso. abraços.

      Excluir
  25. Olá pessoal

    Tenho algum problema que nenhum médico descobre.. eu só sinto a arritmia quando faço algum tipo de exercício, tipo caminhar, correr, qualquer coisa.
    Nunca dei muita atenção para isso, mas da última vez parei no hospital e precisei de 4 ampolas de algum remédio que não sei o nome para acalmar....
    Desde ebtão passei a fezer todos os exames que os médicos me mandavam, e não apareceu nenhuma alteração nos exames.
    Então, fui a um médico especialista em estudo eletrofisiológico e ele me disse que a única alternativa para tentar resolver seria isso, caso contrário eu poderia ficar assim, mas sem fazer qualquer exercício.
    Hoje de manhã... dei uma corridinha aqui no meu trabalho e veja só, tive uma crise, era desde dezembro de 2011 que não me dava mais, e hoje de manhã.. surpresa! Fiquei muito nervosa e minhas mãos ficaram enformigadas. Logo depois de uns 3 minutos passou, e eu fiquei muito nervosa e com medo.
    Na verdade, morro de medo deste exame, tenho o pressentimento de que não vai adiantar nada.. que este meu problema nunca vai desaparecer.. não me vejo sem este problema.
    Tomo solosok todos os dias....
    Adoraria poder voltar a fazer exercícios físicos.
    O que me assustou de fazer este exame, é que fui em um cirurgião cardíaco bem renomado aqui na minha região, e ele me disse que eu ainda sou muito nova (22 anos) para ne arriscar neste exame, que ele é muito envasivo e que eu não devia fazer agora.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre que eu tiver oportunidade, eu digo: é um procedimento seguro que vale muito a pena. Eu ainda preciso dizer que um hospital renomado e com toda estrutura é fundamental. abraços.

      Excluir
  26. Tenho 18 anos e em 2011 descobri que tinha a Sindrome de Wollf. Fiquei muito arrazada, pois praticava esportes que me exigiam muitos esfor¢os. Lembro - me que dias antes da minha abla¢ao, sai com uns amigos para curtir uma piscina. Mas tava tao frio que tiveram a ideia de apostar corrida nadando, eu aceitei. Apos umas tres voltas comecei a sentir palpitacoes, apneia e muito medo. De todas as vezes que tive taquicardia essa sera a pior de todas, pois durara uns 20 min. Foi ai entao que criei coragem, tive amor a vida e confian¢a em Deus e nos profissionais que realizariam o procedimento. Fiquei muito tranquila antes da minha cirurgia, pois li bastante sobre a ablacao e percebi o sucesso que era e isso me confortava. No dia da cirurga ( 15/06/12), estava confiante e nem um poco nervosa. Apos o jejum de 12h, fui levada para a sala de hemodialize e lah a enfermeira me aplicou um soro na veia e meu a camisola cirurgica e os eletrodos no corpo. Em seguida fui pra sala cururgica onde a equipe medica jah me esperara. O medico aplicou uma anestesia local na arteria femural, na regiao da virilha, o anestesista aplicou uma leve anestesia e durante o procedimento permaneci acordada. Posso dizer que senti muita dor no peito, desconforto, chorei duas vezes e ainda tive uma parada cardiaca de 8 seg. Apos 2h de procedimento fui liberada para o meu leito onde passei certas 20h sem mexer a perna direita. No dia seguite fui liberada e no fiquei muito feliz quando vi no meu LAUDO ABLACAO COM SUCESSO. Apos, seis dias fui assistir ao show da Daniela Mercury e dancei do meu jeitinho em repouso. Kk... Acredito que todps devemos fazer a blacao, pois eh uma chance que se tem de viver bem, eh uma chance que Deus te dar. A CURA! Tenham fe, pq isso lhes darao coragem. Natalie

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa vc teve uma parada cardiaca ??? Agr estou com bastante medo kkk

      Excluir
  27. Olá Juliano, eu fiz ablação em janeiro deste ano e nos dias seguintes tive muita dor no peito e palpitações principalmente a noite mas depois tudo passou e fiquei bem. Neste primeiro procedimento foram ablacionadas 3 veias e encontrados 2 tipos de arritmia. Uma delas o médico disse que poderia voltar e que o percentual de sucesso desta foi de 70%. Só que desde final de abril até o presente mês tive 4 crises e vou fazer nova ablação. Mas estou confiante no meu Deus todo poderoso. Vai dar tudo certo assim como da primeira vez, em nome de Jesus!

    ResponderExcluir
  28. Ola agradeço a todos pelos comentários pois na minha ultima consulta meu cardio disse que tenho que fazer a cirurgia e como a maioria chorei muito e fiquei muito nervosa, mas agora estou pesquisando sobre a ablação pra ver se fico mais tranquila e crio coragem pra fazer, como sou de uma cidade pequena tenho que ir pra fora fazer. Creio em Deus que vai dar tudo certo porque convivo muitos anos com essa dor e a angustia de morrer. Com fé em Deus vou me preparar e quero voltar pra minha cidade curada. Bjusss a todos

    ResponderExcluir
  29. OLA JULIANO,SOU DE UBERLÂNDIA,TENHO QUE FAZER UMA ABLAÇAÕ,GOSTARIA DE SABER AONDE VOCÊ FEZ E QUAL FOI O MÉDICO.POIS ESTOU QUERENDO FAZER EM SAÕ PAULO,QUERO TE PERGUNTAR SE VOCÊ SAROU.O MEU MÉDICO ME FALOU;TANTAS COISAS QUE PODE ACONTEÇER QUE ME DEIXOU COM MEDO.SE PUDER ME RESPONDA,andersonreis48@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anderson, tb? enviei um email para você, abraços!

      Excluir
  30. Oi pessoal,
    Eu tenho 41 anos e tenho episódios de arritmia desde os 26, dos quais alguns foram mais incômodos, chegando a durar horas e o ano passado tive uma síncope. Moro no Chile, e aqui o convênio é diferente do Brasil, o procedimento é caro, e o plano de saúde cobre um 2.5 % só do valor. Estou com um pouco de receio de fazer a ablação, li vários casos de pessoas que tiveram sucesso, mas não sei se vcs sabem de alguém que teve que colocar o marcapasso. Como aqui tudo é pago, além do desconforto e risco que podemos correr com a cirurgia, qualquer complicação signigica pagar muito mais. O custo mínimo da cirurgia é de 20.000 reais, se tiver alguma complicação, nem quero pensar que é capaz infartar. Juliano, muito obrigada pela sua iniciativa, é muito importante conhecer a experiência de quem passou por esse processo para tomar uma decisão. Eu tenho pelo menos uma crise forte ao ano, os outros exames estão todos excelentes, a pressão normal, já passei por outros processos cirúrgicos, mas mexer no coração que é nosso motor, dá medo. Um beijo grande a todos. Força e fé é o que nos mantém.

    ResponderExcluir
  31. Obrigado por publicar sua experiência. Tenho um blog semelhante. http://blogdofibrilado.wordpress.com/ Tenho esse problema a cerca de 5 anos e ainda não tive coragem de fazer a ablação.

    ResponderExcluir
  32. Ola Boa Noite,fiz Ablação ontem dia 10/09/2012 no hospital Bicor em Belo Horizonte,ocorreu tudo bem,porem ainda sinto meu coração dá umas ameaças a disparar sera que isto é normal?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o meu médico me disse na minha saída do hospital que isso seria normal em até uns três meses, mas que ia diminuindo a cada semana. Após isto, aí não será normal conforme palavras dele.

      Excluir
  33. quanto custa esse procedimento? tenho um sobrinho de 12 anos q tem a síndrome de wpw e tbm vai precisar fazer!

    ResponderExcluir
  34. quanto custa a ablação? tenho um sobrinho q tem arritimias e vai precisar fazer moramos em brasilia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei lhe dizer sobre valores, mas sei que o SUS cobre o procedimento, e fui muito bem atendido pelo SUS. Se você quiser deixar um comentário com seu email, eu não adiciono o comentário publicamente e posso enviar um email para você explicando detalhes do meu atendimento. abraços.

      Excluir
    2. o email que vc mandou ficou errado, verifique por favor que eu lhe envio, abraços.

      Excluir
  35. Li seu depoimento antes de fazer a ablação e fiquei meio com medo. Fiz ha 4 dias e foi tudo muito tranquilo, sem nenhuma dor nem outras intercorrencias. O acesso foi pela arteria femural, nao tive hematomas nem sangramentos. Nao tomei remedio algum apos e antes, so homeopatia pra prevenir dor e hemorragia. Nao fosse pelo desconforto de ficar com a perna imovel por varias horas, de resto, nem parecia que tinha feito cateterismo.

    ResponderExcluir
  36. Olá Juliano adorei o seu blog e é ótima a iniciativa de contar a sua experiência com esse procedimento.
    Descobri que tinha arritmia em 2008 quando tive minha primeira crise aos 18 anos. Detectaram taquicardia supraventricular por reentrada nodal - dupla via nodal. Em seguida fui submetida ao estudo eletro fisiológico com a ablação... A recuperação foi meio difícil 12 horas depois do exame senti palpitações e enjoo. Mas segundo o médico era normal... e depois de 1 semana tive episódios de taquicardias sinusais... então tive que tomar remédio por um bom tempo... Passaram-se 4 anos e a minha arritmia voltou agora em julho. Acredito que é a mesma arritmia! meu coração chegou a 140bpm e o arritmologista disse que é preciso repetir a ablação pq o ponto que foi cauterizado ainda não foi suficiente... ele disse tmbm que tem 2% a 5% de chance da arritmia voltar novamente... se alguém aí já teve uma experiência igual e quiser trocar idéias... ah Juliano gostaria de saber qual era o seu tipo de arritmia e se depois da recuperação vc teve episódios de extra-sístole e taquicardias?
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. taquicardia supraventricular, se não estou enganado, por reentrada nodal tb.

      Excluir
  37. Olá Juliano na sua ablação o médico conseguiu simular a arritmia? pq no meu caso ele não conseguiu e fez a cauterização pelo eco presente nas vias (supraventricular por reentrada nodal) e depois de 4 anos a arritmia voltou só que bem mais fraca... irei realizar outro estudo eletro fisiológico... Vc está tomando alguma medicação depois do procedimento? como eu tive taquicardias depois da ablação e os médicos dizem ser normais tive que tomar beta bloqueador por um bom tempo! Por favor qnd puder me responda pois iria esclarecer mtas dúvidas ñ só minha mas do pessoal que acompanha o seu blog e sofre do mesmo problema.

    Att, Patrícia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O médico em conversa depois, disse que sim e disse que era muito forte. Eu não tomei e nem tomo nenhuma medicação.

      Excluir
    2. Que bom que vc ñ toma remédio... pq eu tive que tomar minhas extra-sístoles aumentaram mto depois do procedimento... mas o médico disse que é ansiedade... e agora nesta terça vou repetir o estudo eletro fisiológico e espero que desta vez o médico consiga simular a arritmia!

      abraço!

      Excluir
  38. valeu galera e juliano por terem narrado, tranquilizado e colocado a supremacia Divina em primeiro plano, farei uma ablação por cateter em janeiro de 2013 no Hospital Angelina Karon em Quatro Barras PR, e estou liberando toda minha energia positiva na possibilidade de cura, mas também sei dos riscos, o que me animou foi a tranquilidade e empenho do médico que me assistiu e a confiança que me passou além de ser bem atendido por toda a equipe sem destinção de funções, fico feliz por todos que depuseram e rogo a Deus que os cure, mas eu acho que se torna mais interessante é que todos nós pacientes e médicos somos verdadeiros instrumentos para o avanço das técnicas que com certeza chegarão ao estágio da cura.
    Que Deus esteja conosco

    ResponderExcluir
  39. Fiz ontem o procedimento. Foi otimo. Meu repouso absoluto foi de apenas 6 horas. Meu medico muito atencioso. Não senti nenhum incomodo. Hoje no final da tarde senti uma leva taque cardia, mas pelo que li nos post anteriores é normal. tenho retorno medico em 15 dias. Meu procedimento foi no InCor DF.

    ResponderExcluir
  40. Ola Juliano, me chamo ana paula, tenho 28 anos e tive alta hj do hospital, pois fiz esse mesmo procedimento, o problema é que depois que cheguei em casa comecei a sentir muito incomodo, qualquer movimento que faço, como levantar da cama ou tomar água me dá taquicardia, gostaria de saber se vc passou por isso, pois estou muito angustiada, com medo que isso isso nao pare. O médico pediu pra retornar daqui a dois meses mais ou menos e receitou aas 1 x ao dia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana Paula, como está? Não senti isto que vc disse, mas vale esperar uns dias e se não passar, volta no seu médico, uma vez que é algo que vc ainda não havia sentido. Penso que não deve esperar os dois meses para voltar. Quanto ao resultado do procedimento foi gradativo, pois nos primeiros dias parece que estava do mesmo modo e só depois de uns três meses é que deu para perceber a diferença, mas existe o problema da ansiedade que pode gerar taquicardia. Abraços. Desejo sucesso.

      Excluir
  41. Boa tarde. Gostei muito de ler os comentários anteriores que me tranquilizaram. Cheguei ontem do hospital de fazer ua ablação e, de vez em quando, sinto umas dores no peito que me assustam um pouco. Pelo que vi é normal nos primeiros tempos. Obrigada pelos depoimentos que prestaram.

    ResponderExcluir
  42. Obrigada por ter respondido, estou me sentindo muito mal ainda, ja chorei muito, mas sei q tenho q me controlar pra ver se isso passa, pois ate pra falar me da taquicardia e falta de ar, mas se nao melhorar ate segunda vou marcar uma consulta com ele* abraços

    ResponderExcluir
  43. Eu fiz ablação a 3 dias atras , mas a minha arritmia era muito proxima da via normal do coração,eles eliminaram , mas deixaram um pedacin pequeno , pois tinha risco de afetar a via normal se tirasse ela.ele acha que estou curado .eu venho sentindo umas palpitações , umas sensações de que vai disparar. queria saber também quanto tempo devo ficar sem fazer exercicios como jogar futebol ?abç

    ResponderExcluir
  44. eu fiz ablação a 3 dias .foi um sucesso,porém eles eliminaram apenas 90% do foco , uma pequena parte eles não eliminaram prq era proxima da via normal do coração.ele disse q acha q estou curado,mesmo não tendo eliminado tudo , mas só o tempo vai dizer.estou sentindo umas palpitações ,umas ameaças , é normal ?e quando vou poder voltar a jogar bola ?qual o tempo sem fazer exercícios ?abraço

    ResponderExcluir
  45. olá sou Adriana e fiz minha ablação dia 17/12... estou sentindo muita pressão na perna direita, somente quando fico em pé... vcs também passaram por isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Adriana, eu não senti isto que vc relata. Abraços.

      Excluir
  46. Gostara de parabenizar ao Juliano pelo post, pois realmente ajuda muitas pessoas. Ao saber que precisa fazer ablação, muitas pessoas ficam desesperadas pela falta de conhecimento do procedimento feito.
    Eu fiz a ablação no ultimo dia 12, e fiquei muito bem. O médico disse que eu tinha 2 pontos fortes de arritmia, mas que ele tinha anulado 95%, e que talvez, mais para frente eu deveria fazer outra ablação.
    Desde que sai do centro cirurgico, e me foi liberada a comida, estou comendo chocolates (que até então eu era proibida, pelo fato de ser um alimento altamente estimulante), e até agora poucas foram as ameaças de taquicardia.
    Até agora, o que me incomoda um pouco é a virilha, pois os ematomas estão doendo um pouquinho, mas talvez seja pelo fato de eu estar sempre em movimento.
    Aconselho aos recém ablacionados, para que fiquem o maximo de repouso possivel, para que não tenham dores, e o corpo vá cicatrizando mais rapidamente.
    Sucesso, Juliano!

    ResponderExcluir
  47. Obrigada pela resposta Juliano,tentei contato com o médico e estou aguardando retorno. CAso não melhore, creio que não terei outra opção, terei que ir ao pronto socorro.

    ResponderExcluir
  48. Oi Juliano!
    Senti palpitacoes por 15 dias ,tive 2 episodios de sincope e nao sabia o que era.
    Fui internada e depois de fazer varios exames tive o diagnostico de taquicardia ventricular do tipo fascicular com diferentes tipos de bloqueio de saida.
    No dia 05/12/2012 fui submetida a estudo fisiologico que confirmou o diagnostico e entao realizada ablacao.Apos uma hora houve recidida da TV ,rapida e com baixo debito.Foi entao programada uma nova ablacao para o dia seguinte .Isso depois de passar 4 horas na sala cirurgica.
    No outro dia voltei para fazer uma nova ablacao na qual o medico apos o estudo aplicou o remedio para dar taquicardia e gracas a Deus foi sucesso e a batida foi sinusal.
    Confesso que tive muito medo e jamais pensei que fosse ter um problema assim ,pois tenho uma alimentacao balanceada e pratico exercicios com frequencia.O meu medico falou que isso nao tem nada a ver e que 10% da populacao tem esse tipo de problema .Estou ainda receosa com tudo isso ,pois a cabeca de quem teve um problema no coracao fica confusa.Tenho a preocupacao de que o problema pode voltar.Sinto como se fosse uma agulhada no lado esquerdo do peito umas 3 /4 vezes ao dia."Creio em Deus Pai todo poderoso e tudo vai dar certo".Sempre e bom ter um blog onde possamos falar com as pessoas que tiveram o mesmo problema que a gente.A gente desabafa e aprende com o problema do outro.

    ResponderExcluir
  49. Olá Juliano, meu marido preacisa fazer a ablação, voce pode me dizer em que hospital e quais médicos fizeram a sua ablação. Grata
    Aparecida

    Email:aparecidampinto@bol.com.br

    ResponderExcluir
  50. Boa Noite. Fiz ablação por radio frequência, não senti praticamente nenhuma dor ou dificuldade após o procedimento, porém as arritmias continuaram, acho que no meu caso, eram os problemas que enfrentava. O médico me falou que é muito difícil acertar exatamente o ponto com a ablação, considerando que o coração continua batendo, pulsando. O Médico, recentemente me falou que já existe um aparelho moderno que permite fazer a ablação exatamente no local onde ocorrem as arritmias, porém o custo fica em torno de R$ 10.000,00.

    ResponderExcluir
  51. Ola fiz a ablação na última quinta feira dia 24/01 era uma arritmia supraventricular atrial, estou com o peito meio dolorido e as vezes sinto um desconforto, uma aflição não sei explicar como c fosse a dor d uma queimadura mesmo é normal??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Andressa, espero que vc esteja melhor, quanto a dor e a sensação de queimadura é normal e pode continuar por algumas semanas, mas a tendência é diminuir até vc não sentir mais nada. Essa sensação de desconforto ocorre devido a ablação provocar uma pequena lesão no local cauterizado, mas tenha fé que tudo vai passar e vc ficará curada.
      Abraços.

      Excluir
  52. Olá fiz a ablação dia 24/01 fiquei 12 dias internada pois tive que ficar sem toma mediamentos meu coração chegou em uma frequencia de 224bpm, estou me sentindo bem não senti ameaças de taquicardias porém tenho sentido um desconforto no peito, uma dorzinnha uma sensação de queimadura sabe, e estou preocupada será q é normal?

    ResponderExcluir
  53. Boa tarde sr Juliano. O meu marido fez uma ablação em Maio e esta noite teve uma crise muito forte, começou pelas 00h30 mas quando chegamos à urgência pelas 04h00 terminou e os médicos não conseguiram registar nada. Ele tomou 450mg de propafenona (rytmonorm)e não quis ir logo para o hospital. o Sr também voltou a ter alguma crise? Será que ele tem de repetir a ablação?
    Tudo de bom para si

    ResponderExcluir
  54. Estou com medo de fazer ablaçao tenho 30 anos e de uns tempos pra ca sinto palpitaçoes ja fui parar no pronto socorro diversas vezes. Gostaria de saber se ablaçao realmente pode ser a cura? E se ha risco devida durante o procedimento?

    ResponderExcluir
  55. Tenho extrassistoles vetriculares isoladas. Posso fazer ablação?

    ResponderExcluir
  56. wollf parkison white
    alguem ja fez a ablacao com sucesso?
    fiz ablacao dia 19-02-2013,mas essa mesma voltou,hj dia 30-03 tive uma taquicardia fraca mas fiquei com medo,porem foi so de meia hora,estou tomando amiodarona mas nw fez efeito para nao ter a taquicardia.
    gostaria de saber se alguem ja fez a ablacao de wollf e como foi,a minha terei que refaze-la,mas o local esta muito proximo do circuito do coracao e vou ter que usar um cateter de irrigacao para fazer a ablacao com 100 por cento de cura.
    gostaria de saber +- o valor de uma ablacao,pq fiz pelo SUS mas agora eles nw estao fazendo mais,talvez so dak uns 6 meses a 1 ano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. cara eu tinha, graças a DEUS hj estou curado, era WPW, 2 vias fiz 4 procedimento a primeira em 2004 a segunda em 2005 a terceira nesse ano ae queimou uma, ae fiz outra agora em 02 de agosto, voltei no medico 1 mes depois ae ele falou q meu eletro estava normal e eu podia comerçar a fazer exercicios fisicos , indo com calma, as vezes ate hj mesmo sinto ele da uma palpitada, por isso vim para aqui nesse blog q esta de parabens, mas eu estou me sentido muito bem CURADO , tenha muita FÉ em DEUS q vc tb vai ficar CURADO!!! um abraçaço!!!!

      Excluir
  57. boa noite juliano vou fazer ablação dia 2 de maio de 2013 estou com muito medo ,lendo seu blog fiquei mais tranquila eu creio que vai dá tudo certo que o senhor jesus vai me ajudar espero que eu fique curada vou fazer no hospital nipo brasileiro aqui em sp

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que sentiu-se bem ao ler. Desejo que tudo ocorra muito bem pra vc.

      Excluir
  58. Olá,
    Tenho 33 anos fiz ablação faz hoje 11 dias. Tinha extrassitoles frequentes (>15000/dia) e cardiopatia dilatada com compromisso da função ventricular esquerda.
    As extrassistoles têm sido recentemente apontadas como possível causa da cardiopatia dilatada e é a minha grande esperança!
    A ablação acabou com as extrassistoles no entanto nos últimos dois dias a minha frequência cardíaca está completamente alterada, em apenas 10 segundos estou com 65bpm vou para 80 e dp 100 e novamente para 80 ou 90bmp com esforços minimos, quase só com o mudar de posição na cadeira!
    Alguém já passou por isso? Faz sentido! Será normal PÓS-ABLAÇÃO?!
    Agradeço o vosso feedback com as vossas experiências.
    Forte abraço a todos os cardiopatas!

    ResponderExcluir
  59. Olá,
    Estou com minha ablaçao marcada para dia 19/08 ,to com muito medo de acontecer algo errado,tomo propanolol faz 10 anos e tenho arritmias poucas vezes ao ano,sera q compensa arriscar a ablação mesmo ou ficar no remedio pro resto da vida?

    ResponderExcluir
  60. Ola pessoal
    Tenho arritmia a 14 anos, só que ultimamente as crises tem sido muito longas e só para com a interversão de um medico, vi alguns comentarios e gostei muito,gostaria de saber de alguem que ja vez sabe qual ou valor mais ou menos do procedimente da ablaçao por cateter com radio frenquencia?!
    abraços pra todos!
    espero respostas

    ResponderExcluir
  61. Visitem o blog do fibrilado. Tenho problema com fibrilação atrial e venho publicando diversos materiais sobre o assunto. http://blogdofibrilado.wordpress.com/ Tenho esse problema a cerca de 5 anos e ainda não tive coragem de fazer a ablação.

    ResponderExcluir
  62. Olá Juliano, estou para fazer este mesmo procedimento que v. fez estou com fortes arritimias bradcardia, v. hoje estar totalmente curado, o meu medico disse que a possibilidade de cura e grande, tenho medo de nao dar certo e ir para o marcapasso atenciosamente

    ResponderExcluir
  63. Pessoal, meu pai fez este procedimento ano passado lá em MS e não teve 100% de sucesso, as arritimias continuarem de agosto/2012 pra cá já foram 4 vezes, agora resolvemos ir a SP passar em uma consulta com um médico indicado por amigos, Dr. José Carlos Pachon, dizem que é o babam desta cirurgia.
    Bom estamos com medo, pois parece que todos falam a mesma coisa, é tudo muito simples e facil de resolver, mas pra quem fez uma vez e não resolveu é mais dificil acreditar.
    Sobre valores, nosso plano nao cobre nada em SP, se for no particular fica 16 mil a parte médica + 28 mil a parte hospitalar no HCOR, achamos um absurdo e nao temos dinheiro para fazer esse procedimento particular.
    Alguem sabe dizer se tem fila para fazer esse procedimento pelo SUS, dizem que o incor é muito bom.

    Abraços

    ResponderExcluir
  64. Boa tarde Pessoal,

    eu tinha ( ou tenho) arritmia cardiaca supraventricular por dupla via nodal, fiz a primeira ablação em maio de 2012, porem continuei a ter crises porem com menas frequencias e voltei a operar em dezembro de 2012. Porém atualmente eu ando sentindo muitas dores no peito, enjoo, e cansaço e quando fico nervosa ou faço algum esforço fisico ele acelera demais.No dia 03/09/2013 meu tio faleceu, quando soube da noticia meu coração foi a 146 batimentos. Eu tenho medo agora, sera que isso é normal? eu vou sempre ter essa alteração quando ficar nervosa? ou tenho que operar de novo? Pessoal a operação não é nada demais, bom , foi bem tranquilo e nao tive complicação nenhuma. A não ser a sensação de que nao resolveu o meu problema.Na minha cidade só tem um especialista em arritma. O que faço?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá pessoal quando descobri que tinha Síndrome de Wolf Parkison waite me desesperei.Passei 4 dias internada com a crise e daí qualquer coisa passava mal por ansiedade e medo.Mas juntamente com minha família e amigos comecei a pedir a Deus para me libertar desse medo, e confiei no Senhor e fui fazer a Ablação,graças a Deus hoje tem 6 dias que fiz estou super bem, tirou um peso da minha vida. Levei apenas 2 meses e 8 dias para fazer o procedimento depois que descobri. Quando o médico falou que esse procedimento ficaria curada foquei na minha cura e corri atrás. Fui para Salvador e o doutor Bráulio me passou muita confiança, porque o meu problema corria o risco de sair da sala com marcapasso por ser próximo do normal, mais com muita oração e confiança em Deus entrei na sala muito tranquila e graças a Deus, deu tudo certo e o próprio médico admirou com o sucesso que foi a cirurgia. Quando acordei pensei que ainda ia fazer o médico falou já fiz, chorei muito de alegria agradecendo ao meu Deus querido. Recomendo a quem precisa fazer faça, é um procedimento simples,tem seus riscos como qualquer outro procedimento, mas vá confiante em Deus e vai dar tudo certo.
      Meu nome é Rute de Jesus Guedes Teixeira, tenho 32 anos, fiz a Ablação no Hospital Santa Isabel em Salvador com o Doutor Bráulio, muito bom, e moro em Jequié-BA. Abraços a todos e Boa Sorte!!!

      Excluir
  65. queria saber do juliano, como ele esta hj se ainda senti algum descompasso, ou alteraçao depois de tanto tempo? pois fiz a minha em 02 de agosto 2013 o quarto procedimento mais graças a DEUS o medico falou q fiquei curado, mais ate hj mesmo ainda sinto ele da uma aceleradas mas e coisa rapida nem de um segundo, nao joguei futebol ainda, pois estou com medo dele acelerar, mais o medico me liberou pra todo tipo de exercicio fisico mais estou com medo, fala ae pra mim se vc sentiu isso tb e se ate hj sente algo?? vlw um abraçaço!!!

    ResponderExcluir
  66. As pessoas sempre preguntam como eu estou hoje. Estou bem e vivendo a vida com alegria ao lado da família. Faço caminhada regularmente e todo mal estar que sentia com as extras, não sinto mais, senão raramente quando estou muito cansado e com preocupações associado a ingestão de algum produto com alto teor de cafeína, mas que logo passa. Antes da ablação eram muitas extras todos os dias além de muitas taquicardia. Abraços.

    ResponderExcluir
  67. Ola juliano, que bençao seu Blog, acho que ajudou MILHARES de pessoas que vao ou tem que passar por isso..

    como no meu caso tenho 23 anos, sempre fui ativo, jogador de futebol, academia a 4 anos, porem sempre tive palpitacoes..que nunca foi detectadas em 2 exames COMPLETOS, so que nesse ano comecei a ter mta palpitacoes, e fui ao cardio, e fui diagnosticado com WOLFF.. fiquei um pouco chatedo porque é uma doênca complicada, apesar de nao ter tido arritimias mais graves, poderém preciso ser curado desse WOLFF. e a medica me indicou a Ablacao no dia 12/12.

    E meu medo é do tamnaho do mundo, porque antes disso estava com crises de PANICO ou seja entrei em sindrome do panico.. o que complicadou um pouco as papltacoes...

    Resumindo, estou com mto medo.. de dar alguma complicacao na mesa, na hora de estimular alguma arritimia e não conseguir controlalas ..

    Queria saber juliano, é tranquilo mesmo? o estimo da arritimia eles controlam mesmo? qual o grau de perigo de morte ? meu medo é essa estimulada e seila tudo passa na nossa cabeça.. estou apavorado porem minha saida é a ablacao para voltar a ser normal... Fica com deus, e fé! Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, como está? Você pode ficar tranquilo. Creio que a melhor forma de responder a sua pergunta é: Se tiver que passar pelo procedimento pela segunda vez, você topa? A minha resposta seria imediata, vamos lá agora. Não sei em qual hospital você fará o procedimento, mas posso lhe garantir que seguro e super tranquilo.

      Excluir
    2. Ola juliano, na medida do possivel estou me tranquilizando, e achando até bom fazer a ablação para eliminar de vez essa raiz ruim que tem dentro de mim nao é msmo?..


      Vou fazer o procedimento em São paulo, Hospital VILA LOBUS, conhece? o medico que fará ele faz cirurgias no Hcor. pelo o que minha medica disse.


      Meu medo maior é realmente o estimulo das arritimias antes do processo.. seu que é procedimento, mais eles dao contrates pra fazer isso e mais remedios para taquicardia? ...

      Apesar que fiz o TILT TEST ( horriveeel) tive que tomar 1 remedio que acelera o coração bateu 150.. e deu extrasistole no meio desse batimento uma só..

      Bom eu estou mto receoso.. e espero ssair dessa bem igual voce... alias, quanto tempo depois te liberaram para tividades fisisca normal? ou trabalhar normal?

      eu li o caso do RENATO ABREU jogador do Flamengo hoje no santos que fez a ablação, em 10 dias ele ja corria na esteira e 15 voltou a jogar normalmente, isso me anima..

      O que poder detalhar para nos, melhor

      Obrigado!

      Excluir
    3. Juliano, aproveitando, como foi diagnosticado que voce precisaria fazer a ablacação?


      Porque meu caso é, no começo do ano eu fiz TODOS OS EXAMES ( porque ia jogar bola em um time amador e tive q fazer), fiz pelo convecnio um medico mto bom, ( fiz tbm pq sabia q tinha palpitacoes e queria tirar o medo de vez...) OK, fiz em janeiro, e deu tudo OK me liberou a tudo, em 2010 eu fiz outro exame completo e nao deu NADA, so extrassistoles palpitacoes ( mais nunca detectadas..) nem no ECO nem no ERGOMETRICO nem no holter..


      so que dessa vez fiz todos, ERGOMETRICO n deu nada, eletro, NADA, ECO, NADA, e no holter deu 3 pulos ( e a medica disse ser WOLF..)

      Porem ela ficou na incerteza ainda, e disse q mostraria para um arritimologista ( eu n vi ela mostrar..) e depois me ligou e disse que se trava de Wolff e precisava da ablacao, sera que levo meus exames a outros medicos?

      Excluir
    4. fiz vários exames, mas foi em uma eletro simples que diagnosticou. quanto as outras coisas, não sei exatamente.

      Excluir
  68. Ola juliano fiz minha ablacao sou o menino do comentario ai de cima.. Foi um sucesso tranquilo.. Tanto medo pra nd durmir e acorsei ja com o procedimento encerrado. Porem hj a dor na virilha e grande:: mal consigo andar... Mais hoje acordei com coracao meio acelerado batendo forte e rapido:: as vezes passa as veZes volta vc sentiu isso tb?? Abracao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. om dia, meu filho tem 15 anos e tem WPW, quantos anos você tem, e já voltou a jogar futebol? obrigada!

      Excluir
    2. Bom dia, meu filho tem 15 anos, é jogador de futebol e tem WPD e o médico quer fazer ablação.Quantos anos você tem, já voltou a jogar? obrigada!

      Excluir
  69. Pessoal, alguém fez ablação que precisou fazer um furo em cada perna (virilha)? a minha ablação é a tridimensional. Abraço. Rose.

    ResponderExcluir
  70. Ola minha ablacao esta marcada para 2 de fevereiro no hosp nipo brasileiro com a dr karina abgail uma excelentemedica ,2 amigos fizeram ablacao com ela !tive 2 arritmias praticando esportes ,uma delas foi preciso fazer cardio reversao no ps vila lobos na mooca ( fibrilacao atrial aguda) fico um pouco preocupado mas em 1lugar tenho muita fe em deus !!e essas posts nos tranquilizam bastante !!obrigado a todos e vamos em frente !dou retorno apos o procedimento (((ricardo s paulo))) abco a todos

    ResponderExcluir
  71. Alguem depois da ablacao sebtiu o voracao batendo forte ao se leva tar de manha??? Juliano?? Fiz a 1 mes mais todo dia de manha quando acordo sito ele batendo mto forte da ate falta de ar... Alguem ja teve

    ResponderExcluir
  72. Ricardo fiz todo mu tratanento no hospital vila lobus na mooca!!

    ResponderExcluir
  73. O hospital e muito bom ,tem uma infra estrutura excelente !minha familia toda se trata la !!e vc como esta hj dpois de 1 mes??

    ResponderExcluir
  74. Boa tarde pessoal,vou fazer um breve relato da minha experiência.Minha primeira crise de arritmia foi com 14 anos,hoje eu tenho 48,mas dava na média de 2 por ano mais ou menos e passava sem nenhum medicamento.De dois anos para cá tive com mais frequência,a cada 2 meses e só passava com injeções na veia feitas no Pronto Atendimento UNESP da minha cidade.tomava 2 tipos de comprimidos e mesmo assim tinha crises.Meu médico me indicou a ablação...a partir daí comecei a pesquisar e encontrei o Dr.Adalberto Lorga Filho em do HMC e IMC de São José do Rio Preto SP.Fiz a ablação dia 19 de dezembro de 2014,internei pela manhã em jejum de 12 horas,fui encaminhada para o procedimento a anestesia é local e me deram um sedativo que logo apaguei,não vi mais nada,quando acordei já estava na sala de recuperação e em seguida encaminhada para o quarto o médico passou por lá e disse que tinha sido um sucesso.Fiquei até a manhã seguinte sem mexer a perna direita,logo após levantei sem problema nenhum e fui tomar banho e café da manhã,logo em seguida tive alta,voltei para minha cidade que fica 300 km de distância,3 horas de carro super tranquilo e 5 dias sem dobrar a perna(agachar) e sem dirigir.Não senti absolutamente nada, realmente incrível nenhum desconforto foi como se não tivesse feito nada,até os sintomas que o médico disse que eram normais eu não senti,tipo aquelas sensações que já vai disparar.Só posso afirmar que:deveria ter feito a muito mais tempo e se tivesse que fazer de novo faria.A minha ablação foi tudo particular custou doze mil reais mas tbém aceitam convênio. HMC e IMC são especializados em todas as doenças do coração...recomendo.Rosemary

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fico contente pelo procedimento!! deu resultado que benção!! felicidades para vc !! o meu é dia 03/02/14 aqui na capital !!!Ricardo voltarelli

      Excluir
  75. mil desculpas,,,errei na data do procedimento,foi em 19 de dezembro de 2013.Um abraço,Rosemary

    ResponderExcluir
  76. Olha eu estou melhor que antes... Tive algumas
    Palpitacoes normais... Refiz os exames e estou curado eu tinha wolf...comecei a caminhar e semana q vem comeco a trotar.. Voltei a academia de leve e dps vou aumentando... Olha no 3 dia eutive umas palpitacao, mais parece q vai melhorando... Minha medica disse q estou curado e q qualquer palpitacao n seria nenhuma aritimia... Agr so daki 6 meses
    Para refazer...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabens pelo sucesso no procedimento! Boa sorte agora a tds q ja fizeram a ablacao !e que deus sempre o protej!!abco a tds

      Excluir
  77. Obrigada Ricardo,com fé em Deus a sua ablação tbém vai ser um sucesso,fica tranquilo e boa sorte!Rosemary

    ResponderExcluir
  78. quase 2 meses apos a ablacao,sinto as malditas palpitacoes.. até onde é normal isso? eh raro mais as vezez sinto um batimento mais forte... tp tum tum TUM ...tum tumtum, refiz todos meus exames apos a ablacao, e o WOLF nao foi diagnosticado neles fui curado, realmente senti uma melhora de 80%.. pois n sinto mais taquicardia, as vezes nem sinto bater meu coracao.. antes sentia em qualquer momento ou lugar, porem oq me deixa com "medo" sao as malditas palpitacoes, os pulos maiores... voces que fizeram ablacao tem ou tiveram palpitacao ate qnd??? meu medico disse q ate 3 meses era normal sentir algo, porque é algo mto sensive...

    ResponderExcluir
  79. Olá Juliano, meu filho Gabriel, 18 anos, há oito anos foi diagnosticado com arritmia supra ventricular por um feixe anômalo, faz uso de Selozok continuadamente 2X por dia, há cinco anos atrás tentou a ablação (hospital em Araras/SP), mas o feixe estava sobre a junção A-V e corria o risco de bloqueio (do feixe fisiológico), e consequente uso de marcapasso, não faz nenhuma atividade física, nem de baixa intensidade, pois desencadeia arritmia, e quando faz crise (300 bpm), tem que ir ao PS fazer Amiodarona. Como ele já parou de crescer, e por indicação médica vai repetir o mapeamento eletrofisiológico e tentar a ablação. Estou aguardando o agendamento no INCOR/SP para a ablação (equipe do Dr Mauricio Scanavacca), via SUS, fui informada que o procedimento particular custa 40 mil. Que Deus o abençoe e o proteja.

    ResponderExcluir
  80. Olá Juliano, meu filho Gabriel, 18 anos, há oito anos foi diagnosticado com arritmia supra ventricular por um feixe anômalo, faz uso de Selozok continuadamente 2X por dia, há cinco anos atrás tentou a ablação (hospital em Araras/SP), mas o feixe estava sobre a junção A-V e corria o risco de bloqueio (do feixe fisiológico), e consequente uso de marcapasso, não faz nenhuma atividade física, nem de baixa intensidade, pois desencadeia arritmia, e quando faz crise (300 bpm), tem que ir ao PS fazer Amiodarona. Como ele já parou de crescer, e por indicação médica vai repetir o mapeamento eletrofisiológico e tentar a ablação. Estou aguardando o agendamento no INCOR/SP para a ablação (equipe do Dr Mauricio Scanavacca), via SUS, fui informada que o procedimento particular custa 40 mil. Que Deus o abençoe e o proteja.

    ResponderExcluir
  81. Ola....tenho wpw e cada dia mais esta aumentando minhas extrassistoles....to ficando neurótico..nem consigo frequentar lugares publicos pois tenho medo que me de as taquiarritmias....vou falar com o cardio amanha pra ver se ele me faz ablacao pois tenho indicacao desse procedimento...abcs

    ResponderExcluir
  82. antonio leal ruiz26 de julho de 2014 15:42

    fiz ablaçao no dante pazaneze uma equipe fabulosa , ja fazem 14 anos estou otimo tenho 65 anos

    ResponderExcluir
  83. Minha filha fez ablação o procedimento não teve sucess a veia causadora do wolf park white não foi encontrada e ela permanece com palpitações e crises de taquicardia , não houve cura. vcs fizeram exames pré ablação ?

    ResponderExcluir